Menu

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Integrantes

HUGO OSKAR é dramaturgo, diretor, ator, bonequeiro, arte-educador e artista plástico. Autor e diretor de várias peça de teatro de bonecos, escreve artigos sobre mímica e arte em geral. Atualmente dirige o Grupo Metamorfaces, núcleo da Cooperativa Paulista de Teatro, e o Núcleo Alfa, grupo de estudo teatral. Participou de vários salões de pintura, congressos, festivais, mostra de Teatro e Teatro de Formas Animadas. Indicado para vários prêmios como ator, diretor e fotógrafo. Foi Presidente APTB - Associação Paulista de Teatro de Bonecos. Participou de várias oficinas, entre elas: “O Japão e a sua tradição Artística” (1981), ministrado por Sra. Francesca Covalli; Curso de Extensão Cultural - ECA/SP (1978); “A Mímica na Animação de Bonecos”, com Patrício Orsa, ABTB (1978); “Teatro de Bonecos na Educação”, com Leea Wallace, ABTB (1980 – 1981); “Dança” Sumaika-Organização Nacional de Artes – SP (1978 –1980); “Capoeira” Mestre Brasília (1987); “Mímica” Denise Namura (1982); “Bonecos” com Triedrich Arnold, Dieter Brunett, Bárbara Shul (1988); “Bonecos” com Bem Vornholt (2007); “Design Artesanal”, SEBRAE (2007); “Vitrine” –SEBRAE.

De 1976-78, integrou o grupo de Teatro Nacional do Chile, fazendo uma turnê pelas principais cidades da América Latina, com os espetáculos: “Fausto”, ”O Fantasminha Pluf”, “Deen Can Show” e gravam 40 programas para TV Estatal. O Teatro Nacional do Chile é convidado para o festival internacional de Bonecos, organizado pela ABTB em Petrópolis-RJ, com o sucesso das apresentações, o grupo recebe um convite para permanecer atuando no Brasil para várias entidades de educação e do governo, percorrem algumas cidades durante o ano 1978, após esse período o diretor do grupo aceita o convite para dirigir um programa de TV no Paraguai, mas  Hugo permanece no Brasil, ampliando a relação de trabalho já estabelecida desde sua passagem pela Bolívia, com Esther de Vega, que dura  até hoje. 

Trabalhou com o Circo de bonecos Mal-me-quer; participando de todas suas atividades e espetáculos, destacando: “Auto do Boi Guerreiro” e “Viva a Nau Catarineta”. Em sua turnê para o Chile, se apresenta no Centro Cultural Mapocho, Fantasilandia, Antilem, La Hermita, e ministra oficina de teatro de bonecos no Centro Cultural Cláudio Arrau. Em 1985 cria o grupo, Metamorfaces, Núcleo da Cooperativa Paulista de Teatro, com o qual realiza espetáculos, oficinas, cursos, workshops, palestras, exposições de Artes Plásticas, etc., desde então.
Como arte-educador, ministra oficinas na área de teatro, mímica e teatro de bonecos, em Casas de Cultura, Oficinas Culturais, SESCs, escolas e prefeituras.



ESTHER DE VEGA é atriz, bonequeira, arte-educadora e artista plástica. Participou do curso de Educadora de Crianças em situação de risco no DUOC – Direção Universitária Operaria Camponês, Curso Técnico feito pela Universidade Católica no Chile. Neste mesmo período trabalhou como educadora no CONAME – Conselho Nacional do Menor; uma das matérias que ministrou foi o Teatro de Bonecos, onde o boneco e utilizado como elemento pedagógico e terapêutico para se comunicar através dele com as crianças. Fez Psicologia ate 2° ano, (1974), trabalhou com terapia ocupacional no Ministério do trabalho do Chile. Participou do curso de expressão corporal no C.C.Brasil (1977). De 1976-78, foi integrante do grupo de Teatro Nacional do Chile, fazendo uma turnê pelas principais cidades da América Latina, com os espetáculos: “Fausto”, ”O Fantasminha Pluf”, “Deen Can Show” e gravam 40 programas para TV Estatal. Participou, como marionetista, da filmagem do curta  “Chegaram os Marcianos”.  O Teatro Nacional do Chile é convidado para o festival internacional de Bonecos, organizado pela ABTB em Petrópolis-RJ, com o sucesso das apresentações, o grupo recebe um convite para permanecer atuando no Brasil para várias entidades de educação e do governo, percorrem algumas cidades durante o ano 1978, após esse período o diretor do grupo aceita o convite para dirigir um programa de TV no Paraguai, mas  Esther permanece no Brasil, ampliando a relação de trabalho já estabelecida desde sua passagem pela Bolívia, com Hugo Oskar, que dura  até hoje.  Buscando sempre se aperfeiçoar em sua área de atuação, participa das oficinas: “Bonecos na Educação”, com a americana Lea Wallace (1979); “Bonecos”, com os alemães Dieter Brunier/Bárbara (1981); “Bonecos”, com o alemão Bem Vorghof (1987); “Oficina de Teatro”, com a brasileira Mirian Muniz (1990); “Bonecos”, com o inglês Stephem Montran (1991); “Oficina de Vitrinismo básico” para o varejo. – Sebrae (2007).

Trabalhou com o Circo de bonecos Mal-me-quer; participando de todas suas atividades e espetáculos, destacando: “Auto do Boi Guerreiro” e “Viva a Nau Catarineta”. Em sua turnê para o Chile, se apresenta no Centro Cultural Mapocho, Fantasilandia, Antilem, La Hermita, e ministra oficina de teatro de bonecos no Centro Cultural Cláudio Arrau. Em 1985, juntamente com Hugo Oskar, cria o grupo, Metamorfaces, Núcleo da Cooperativa Paulista de Teatro, com o qual realiza espetáculos, oficinas, cursos, workshops, palestras, exposições de Artes Plásticas, etc., desde então.

Como arte-educadora, ministra oficinas na área de bonecos e artesanato, em Casas de Cultura, Oficinas Culturais, SESCs, escolas e prefeituras. Executa atividades pedagógicas e recreativas ligadas às artes. De 1998 – 2000, trabalhou como Educadora na SECRETARIA DA CRIANÇA, FAMILIA E BEM ESTAR SOCIAL DE SÃO PAULO/SECRETARIA DO MENOR. Ministrou aulas de espanhol no COLÉGIO SÃO JOSÉ (2007) e na ESCOLA DE IDIOMAS PEOPLE (2009), ambas em São Roque-SP.



HUGO VEGA é bonequeiro, operador de luz e som, monitor infantil, músico (violão e guitarra), vocalista, ator e mímico.

Participou do Coral da T.O. M, do Grupo Teatro de Risco e do Circo Mal Me Quer. Desde 1990 faz parte do grupo Metamorfaces, no qual atua como bonequeiro e como monitor nas oficinas voltadas a construção de bonecos e contação de histórias. Oficinas estas oferecidas em escolas públicas, particulares, Secretarias de Cultura e entidades com o SESC. Participa também do “Núcleo Alfa”, grupo de estudo teatral, onde desenvolve seu trabalho como ator e é responsável pelos projetos de luz e som. Participou de congressos, festivais, mostras de teatro e teatro de formas animadas, teatro de bonecos, de oficinas de construção e manipulação de bonecos. Ganhou prêmios como iluminador e sonoplasta, além de receber varias indicações como melhor ator. Em 2009 projeta o mapa de luz da peça “Delitos Rubros”, no teatro Coletivo, em São Paulo, além de operar a iluminação e o som da mesma durante toda a temporada. Em 2010 trabalha como operador de luz e som no Clube Sírio, nas peças “A Pílula Falante” (infantil) e “Casa de Orates” (adulto), encenada pelo Grupo de Teatro Sírio. Em 24 de novembro do mesmo ano, projeta e opera a iluminação do “Prêmio IBAC 2010”, realizado pelo IBAC Instituto Brasileiro Arte e Cultura em parceria com a Escola da Cidade e Aliança Francesa, em São Paulo-SP.



Estudou violão com a professora Maria Ângela e guitarra com o professor Carlos Renato, canto com Vilma Abondanza, construção e manipulação de Bonecos com o Grupo Metamorfaces (o qual foi estagiário e atualmente é participante efetivo), operador de som e de luz com a equipe do Circo Mal me Quer, Grupo Metamorfaces e NPC, mímica com Hugo Oskar e Palhaço com Cláudio Ferreira. Durante seu estágio com o Grupo Metamorfaces, desenvolveu seu trabalho de monitoramento durante as oficinas de construção e manipulação de bonecos, assim como às de contação de história, sob a coordenação de Hugo Oskar e Esther de Vega.

4 comentários:

  1. Gostei muito de ver e ler sobre o grupo, gostaria muito de ver de perto o tarbalho de vcs. Abraços a todos os integrantes do grupo profa Ana Alice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paixão pela arte:

      Estamos convidando você para a apresentação
      do espetáculo CLOW SHOW no dia 21/11/2012 ás 20h na rua Alvaro de Carvalho nº75 no espaço Redemoinho

      Excluir
  2. Olá Ana, que bom que gostou, acompanhe as atividades do grupo através do blog. Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana estamos no teatro do coríntias sábados as 17h

      um abraço

      Excluir